Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Há mamas que não podem acabar

mamar.jpg

 

Há coisas que realmente me fazem muita confusão e não posso deixar de comentar. Quando somos Mães pela primeira vez, as nossas perspectivas mudam muito (ou acentuam-se), e ouvir que em pleno século XXI 'não se pode' dar de mamar em público é no mínimo, revoltante. Faz-me mesmo confusão. Pois vejamos, uma das Mulheres que estavam neste protesto na Argentina de filho ao colo, a mamar, disse uma coisa que nunca vai sair da minha cabeça. Algo deste género: 'Se me vierem dizer que não posso amamentar em público, eu pergunto se gostam de comer numa casa-de-banho'. E é isto mesmo. O que é que esta gentinha pequenina, e ignorante, sugere que uma Mãe faça? Esconde-se? Corre para uma casa-de-banho com o bebé a gritar a plenos pulmões? Senta-se onde, na sanita? Ou então anda com uma tendinha atrás, que monta num jardim enquanto a criança explode de fome? É tão ridículo que não tem ponta por onde se lhe pegue.

 

A amamentação é provavelmente uma das coisas mais bonitas que existe no ser humano (no meio de tanta porcaria). É um acto de amor e conexão que está na nossa natureza. A Mulher que pode dar o seu leite ao seu bebé é sem dúvida abençoada. Jamais deverá sentir vergonha, ou constrangimento em dar de mamar onde tiver de ser. O que está acima de tudo é o bem-estar de uma criança. SÓ isso. O que ia naquelas cabecinhas daquelas polícias não me atrevo a tentar adivinhar. Mas não foi de certeza o que eu vejo. Uma imagem linda, sem preço, e de amor como se vê raramente hoje em dia.

 

Eu dou de mamar. Com orgulho e amor, e espero fazê-lo por muito tempo (tenha eu mais leite...) e podem ter a certeza que se estivesse em Buenos Aires estava naquela foto também. A multa ao invés de ser para quem dá de mamar, devia ser para tamanha estupidez. É pena que dessas não há. Tenho dito.

 

Rita

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil