Segunda-feira, 7 de Janeiro de 2008
Moda Tatuada

Antigamente quem tinha tatuagens era frequentemente olhado de lado e marginalizado. Eram simbolos de criminosos, membros de gangs e ex-presidiários. Felizmente mudam-se os tempos e mudam-se as vontades. Hoje as tatuagens são vistas com muito mais naturalidade (nem sempre...) e já muito mais gente aderiu à ideia. Há até quem diga que depois da primeira é um vicio que se cria e só queremos mais e mais. Eu que o diga, andei alguns anos com uma tatuagem em mente desenhada por mim mas não a fiz logo porque queria ter a certeza de que não me ia fartar da ideia. Acompanhada da ideia vem um simbolismo muito forte, e no momento certo fi-la, onde queria como queria e ficou simplesmente perfeita... Há quem ainda me olhe com um pouco de desconfiança mas a maioria adora-a. E eu não podia ser mais feliz com ela. O mais importante antes de fazerem uma tatuagem é certificarem-se de que a querem mesmo. Não é o mesmo que comprar uma camisa ou par de cuecas (e a remoção é bem mais dolorosa!) e não façam por fazer, só porque é uma moda (por favor parem os golfinhos e as tribais!!!) juntem um simbolismo e ainda vão gostar mais do resultado (além de que se tiverem um objectivo a dor é mais suportável :p). Sou a favor de tatuagens e hei-de fazer mais, não pelos outros, mas por mim mesma que as adoro. Já desenhei a próxima e mal posso esperar para a fazer!

 

Um caso mais complicado foi a inserção de tatuagens na moda. As modelos costumavam ter aquela imagem muito clean, pele lisinha sem imperfeições e nem sequer se punha a hipótese de arranjar alguém com tatuagens (dava mau aspecto, e a menina rebelde era uma imagem mais personalizada que não convinha). Eis que aparece vinda da República Dominicana, a fabulosa Omahyra Mota. Alguns podem conhecê-la de alguns filmes (como o X-men) outros conhecem-na por ser uma das musas de Jean Paul Gaultier. Ela veio quebrar a imagem de menina loirinha bem comportada, e aparece com cabelo negro, curto, umas expressões exóticas, bem rebelde, e... cheinha de tatuagens. Ela conquistou rapidamente as máquinas fotográficas com o seu visual arrojado e quebrou todas as tradições, muitos foram os criadores que a usaram, mostrando que ter tatuagens já é bem aceite e até pode ser das mais bonitas afirmações pessoais. O que interessa é ser original! Dou-vos umas fotos para a conhecerem e admirarem, e se depois quiserem digam que eu posto também umas fotos com o namorado dela (mais chocantes, já sabem como sou) que eu achei fantásticas também! E agora apreciem:

 

          

         

 

Toca a tatuar! Eu ando a chocar uma gripe (deve ser de estar a trabalhar hoje quando devia estar de folga, vida dificil!) por isso vou para casa beber o belo do chá para ver se isto se recompõe... Beijinhos a todos, da Rita. Boa semana!

 

P.s.: Só para quem gosta de dominadoras: Quem é que já ouviu o Future Lovers da Madonna versão de concerto? Aqueles chicotes a estalar no fundo... do melhor!

 


Estou: a Chocar uma
Oiço: Future Lovers (com chicotadas!) - Madonna

publicado por catraias da moda às 15:13
link do post | Comentar | adicionar aos favoritos

12 comentários:
De Ricardo a 7 de Janeiro de 2008 às 18:45
http://www.tugatronica.com/colar-traz-cristal-com-bateria-que-dura-60-horas.php

oi, dá uma vista de olhos, poderá dar um bom post,

porte_se mal :)


De catraias da moda a 8 de Janeiro de 2008 às 20:15
bom conselho, hei-de usar aqui no blog. muito original :D

Beijinhos para ti Ricardo.

P.s.: portar bem seria uma novidade :)


De li a 7 de Janeiro de 2008 às 19:19
já a alguns dias que espreito este divertido blogue, então o tema das tatuagens veio mesmo a calhar... tenho a minha filha mais nova que quer fazer uma, mas. não sei...!


De catraias da moda a 8 de Janeiro de 2008 às 20:13
Ola Li bem vinda ao blog! fico contente por ter agradar, tento fazer um pouco de tudo. Quanto à tua filha, certifica-te de que ela tem mesma a certeza de que não se vai arrepender e de que num sítio apropriado. A primeira tatuagem deve sempre muito bem escolhida e de preferência não muito grande para entendermos a nossa tolerância à dor. Se ela for em frente depois conta como correu :)

beijinhos da Rita


De Ana a 8 de Janeiro de 2008 às 00:08
Eu também adoro tatuagens e como já muitas outras pessoas os disseram são cada vez mais uma arte. Tenho uma mas tem que se melhorada!

E já agora faço um pouco de publicidade! Passa no canal People & Arts um programa, Miami Inc., gravado num estudio de tatuagens... Aqueles senhores com um lápis ou uma máquina para fazer tatuagens na mão é fazem pura arte, tatuagens fenomenais de ficar de boca aberta, obras primas, de fazer inveja a qualquer artista de renome internacional! Bem... É o que eles já são!

Quero ver essas fotos com o namorado! =) Fiquei curiosa!


De catraias da moda a 8 de Janeiro de 2008 às 20:11
Por que outra razão teriamos a pele lisa? :p é para ser decorada pois claro. Quanto ao programa claro que conheço muito bem e até já tinha referido o Ami James (esse... pecado de homem!) no post dos telemóveis onde estão os motorola desenhados por ele.
Hei-de postar as fotos da omahyra

Beijo da Rita


De guiga a 9 de Janeiro de 2008 às 10:57
Sou da opinião de que as tatuagens devem ser feitas com plena consciência do que se quer, qual a finalidade. O nosso corpo é o nosso templo, també não concordo que o estraguem com coisas sem graça nenhuma. Mas, a liberdade serve para isso mesmo, cada um adopta a imagem que quer. Contudo, tem de se adaptar aos olhos da sociedade, ao apontar do dedo, às caras feias, ao NAO, quando se concorre a um emprego.

Mudando de assunto...
Espero que tenhas recebido o meu mail acerca do feltrinho. Beijinhos *.*


De catraias da moda a 10 de Janeiro de 2008 às 23:47
Tens toda a razão. No trabalho, tenho bom aspecto, visto fato preto, mas ainda há pessoas que ao terem um vislumbre da minha tatuagem (que tento sempre tapar com relógio no trabalho) fazem uma cara mais transtornada, mas felizmente nunca ninguém mudou de atitude comigo. Também nunca iria escolher uma coisa horrivel que não estivesse de acordo com a minha personalidade. Mas enfim, não se pode agradar a gregos e troianos :)

Beijinhos grandes pa ti Guiga!

P.s:Recebi o mail sim senhora, amanhã respondo sem falta. Amei aquela maçã :)


De anónimo a 3 de Abril de 2008 às 17:05
Boas! Este blog tá 5 estrelas, eu amo tatuagens, tenho 2 tribais e só quero dizer que não sou nada a favor d parar com as tribais, os golfinho tá bem agora tribais??? as minhas são 2 tribais sombreadas e exclusivas, ou seja levei uma ideia e o grande Orfeu da SpiderTattoos, tratou do resto!!! e só por serem exclusivas já têm algum significado, (são as minhas) mas elas têm tb significado e simbolismo, porque eu nelas vejo o que quero ver, simplesmente só a percebe quem eu quero que perceba, é uma marca pessoal. a tatuagem tem de ser encarada dessa forma, nunca por modas ou de ânimo leve. continua com o excelente blog, e tatua-te mas com juizo, essa cena de perder empregos, etc é bem verdade, a tattoo em portugal ainda é bastante criticada e vista de uma forma deturpada :(


De catraias da moda a 17 de Abril de 2008 às 15:43
Olá! Gostei muito da tua intervenção, e quero apenas esclarecer uma coisa que disse. Pessoalmente não gosto muito de tribais, mas concordo que há tribais lindíssimas, o que eu queria dizer para pararem com elas é porque há por aí muita gente que faz tribais sem sequer lhes atribuir um significado, sem sequer verem a arte e o trabalho em si, só por ser uma moda. É com isso que não concordo. Eu lembro-me de ser bem pequena e já sonhar em ter tatuagens, pensei muito bem antes de avançar, e criei uma tatuagem só minha, que ninguém no mundo vai ter e cujo significado é muito importante para mim. Acho uma arte maravilhosa e que deve ser muito respeitada. E quanto a fazer tatuagens só pela moda, não é só com as tribais, é com tudo. Por isso muitos parabéns pelas tuas tatuagens, que se têem esse significado para ti, então são duplamente bonitas acredito. Toda a gente devia pensar assim :) eu vou avançar com a segunda assim que possa e depois talvez fique por aí... lol Beijos e volta sempre, Rita


De relógios a 5 de Outubro de 2009 às 05:46
interessante


De ana madeira a 12 de Outubro de 2009 às 15:48
Boa tarde,



Fiz maquilhagem definitiva (sobranceiras) há cerca de 3 anos e gostaria de a retirar.
Sabem dizer-me qual o método e custo da remoção?
Poderia ainda dizer-me se existe risco de ficar com cicatriz?




Comentar post

mais sobre nós
Pesquisar
 
Ideias Recentes

A chamada boa publicidade

Et Voilà!!!!

Camaleónica (mas QB)

Numa noite destas...

O Casamento Real

Arquivos da Moda

Outubro 2011

Setembro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Julho 2009

Junho 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

favoritos

Bollywood Style

Para os Homens das nossas...

Os essenciais

Vestidas para matar

Mais arrumações!

Ano Novo, Roupeiro Novo!

O que é que todos queremo...

Mad about Watches!

Simplesmente... LaChapell...

Pergunta e resposta

Delícias
tags

todas as tags

Junta-te a nós no Facebook
O Diabo veste Prada e nós também

Divulga também a tua página
blogs SAPO
subscrever feeds